FLORIANÓPOLIS - SC  - CEL. (48) 9942-6695
 
 
 
 


Faça a Análise Prévia da Dívida Real.

Antes de contratar o Cálculo e ajuizar uma ação solicite a Análise Prévia da sua dívida, é prudente e econômico, ganhe tempo e evite uma aventura jurídica: 
É DE GRAÇA
Se preferir faça você mesmo, baixe nosso aplicativo


Somos ESPECIALISTAS EM CÁLCULO DA DÍVIDA REAL. 


CADASTRO DE ADVOGADO

É GRATIS

ENCONTRE UM ADVOGADO

CLIQUE NO BOTÃO DA UF


GRATIS
CALCULADORA FINANCEIRA VIRTUAL


 

O que é CálculoReal®

O CálculoReal® é uma avançada concepção sistêmica e automatizada do "cálculo da dívida real", usado e aprovado por mais de cem advogados - especialistas em Direito do Consumidor e Bancário, contabilistas e peritos, em milhares de ações judiciais em diversos Tribunais de Justiça, além de inúmeros acordos extrajudiciais.

Conteúdo do Sistema:

Planilha de Cálculo - Demonstrativo matemático, com as respectivas memórias dos cálculos, tanto dos valores abusivos cobrados pelo Credor quanto do cálculo da dívida real;

Laudo Técnico - Parte expositiva das premissas de cálculo, da metodologia aplicada, dos achados dos exames e do cálculo da dívida real, bem como conclusiva quanto aos valores "controversos" e "incontroversos" (art. 285B do CPC).

Tecnologia CálculoReal®:

O sistema CálculoReal® não são simples "planilhas do Excel", são aplicativos desenvolvidos em linguagem Visual Basic e Access da Microsoft, o que garante alto nível de confiabilidade e automação, além da melhor qualidade gráfica;

 Com a metodologia do CálculoReal®, especialmente o Método Gauss (juros simples), o recálculo de encargos moratórios e o expurgo de taxas e tarifas abusivas, as parcelas periódicas e o saldo da dívida, podem ser reduzidos em até 40% (às vezes mais e até liquidado e pagamento de indébito).












OPINIÃO & NOTÍCIA    
SE NÃO SABIA FIQUE SABENDO
Os Bancos e outras Instituições Financeiras estão preferindo financiar imóveis através do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) em vez do Sistema Financeiro da Habitação (SFH), independente do valor; Sabe por quê?:
  • Taxa de Juros Não tem os limites do SFH, praticam quanto bem entendem e o mutuário suporte ou não;
  • Capitalização dos Juros Pasme, pelo art. 5º da Lei nº 9.514/97 ainda hoje é permitido afrontar a Súmula 121 do STF e ter a “capitalização dos juros” como “condição essencial” do SFI;
  • Seguros Só é exigido de Morte e Invalides Permanente (MIP), se ocorrer um sinistro com o imóvel os prejuízos são seus e a dívida continua, senão quiser correr o risco vai ter que fazer por fora do contrato;
  • Garantia A garantia da dívida não é a “hipoteca” e sim a ALIENAÇÃO FIDUCIÁRIA, isto é, você transfere para o Credor a propriedade e a posse indireta do imóvel (art. 22 a 23 da Lei nº 9.514/97).

ATENÇÃO: Se você já caiu neste logro, procure um advogado e/ou especialista em cálculo da dívida real.